domingo, 17 de abril de 2011

Movimentos Estudantil

O Movimento Estudantil é um Movimento Social que deve ter uma política independente em relação a partidos e governos, que valorize os estudantes na sua integralidade, que seja transparente política e financeiramente e que seja pautado pela democracia participativa.
Baseado nesses princípios o Coletivo Nada Será Como Antes surgiu para discutir o acesso e permanência dos estudantes na  UPF. Integramos o Comitê em Defesa do Transporte Público de Passo Fundo desde fevereiro, pois acreditamos que todos os estudantes devem se mobilizar na luta pelos nossos direitos.
            O DCE deve ser o principal instrumento político de luta dos estudantes da UPF. Acreditamos que sua Diretoria deve estar disposta e preparada para coordenar de maneira autônoma e democrática as mobilizações. Ao invés de se preocupar estritamente com atividades de entretenimento, como infelizmente tem sido a sua principal característica nas últimas gestões.

9 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Façam uma proposta para aumentar os lugares conveniados com desconto com a carteira de estudante. Atualmente só tem o cinema e mais um ou dois lugares.

    ResponderExcluir
  3. Votem na enquete: http://www.orkut.com.br/Main#CommPollResults?cmm=51763&pct=1303025058&pid=223494636

    ResponderExcluir
  4. É isso aí, pessoal!!! Tá na hora da UPF ter um DCE de verdade, realmente representativo e que trabalhe em prol do bem comum da comunidade acadêmica e não só de seus representantes.

    ResponderExcluir
  5. É isso aí galera, boa campanha!! boa luta aí companheirada! As propostas tão muito boas

    Pedro - DCE-UFSM

    ResponderExcluir
  6. Isso mesmo pessoal!

    Divulguem o blogue aí!

    ResponderExcluir
  7. Edward, vamos encaminhar sua proposta para sistematização.

    E para esclarecer, a atual gestão do DCE reduziu muito a política de convênios para obter descontos para os estudantes e preferiu realizar parcerias bem suspeitas como a realizada com o Banco Real.

    A gestão anterior à atual tinha uma vasta variedade de convênios que, infelizmente, eram para descontos ínfimos e que não se sabia muito como era gerido pelo DCE.

    ResponderExcluir
  8. Um DCE de ve lutar não só por descontos, mas também por uma educação de qualidade, que forme pessoas cidadãs, deve se questionar a educação/mercadoria que forma "peões" para o mercado de trabalho completamente alienados da realidade do país.

    ResponderExcluir
  9. Apoiado Adriano!

    A academia hoje segue se isolando da população e o DCE precisar lutar contra essa lógica mercadológica de educação.

    ResponderExcluir